domingo, 23 de novembro de 2008

A arte de irritar um músico profissional - ensaio

Pô bicho, sabe que que é? Nem deu pra tirar as músicas!


Chegue sem ter a menor idéia de nada. Peça para alguém colocar a música para você tirar na hora. Diga que tirou e, na hora de tocar, toque tudo errado. Espere alguém perguntar o porquê de você não ter tirado as músicas e responda que esqueceu, ou que não teve tempo.

Master: Faça isso próximo a um show, com um repertório ainda inseguro.



Pô, bicho, sabe que que é? Nem deu pra ir!




Não vá ao ensaio e não avise ninguém. Deixe o celular desligado ou deixe os trouxas da banda ligarem até dar caixa postal. Não pegue os recados. Não ligue no dia seguinte para dar satisfações. Deixe um outro trouxa te ligar pra perguntar o que aconteceu. Dê uma desculpa esdrúxula do tipo "roubaram o som do meu carro e não deu pra eu sair".

Master: Faça o resto da banda desmarcar compromissos para ensaiar e não dê as caras.



Pô, bicho, sabe que que é? Nem rola levar pra arrumar!

Mantenha seu instrumento em péssimas condições. Sugestões:

Bateria: deixe as peles em estado deplorável. De preferência, rasgadas. Toque com o pedal do bumbo quebrado, de forma que, no meio da música, ele quebre de vez. Toque com pratos rachados, de modo que pareça ter uma casacavel em cada um. Quebre todos os pares de baquetas.

Guitarra e baixo e violão: deixe bem desregulado, de forma que não afine de jeito nenhum. Toque com as cordas apodrecidas e enferrujadas. Use cabos quebrados, ou deixe o jack (parte onde o cabo é plugado) solto ou com mau-contato, de modo a fazer aquele barulho insuportável de estouro toda hora. Deixe seus pedais de efeito todos desregulados. Deixe o amplificador com o pior timbre possível. Toque o mais alto que o amplicador permitir.

Teclado: deixe-o com mau contato na fonte. Tenha pelo menos uma tecla que esteja com defeito e não toque - de preferência, em um solo. Tenha o pior banco de timbres possível.

Microfone: tenha um cabo podre para ligá-lo. Deixe o botão "on-off" quebrado para que o microfone desligue e ligue a hora que bem entender. Derrube-o diversas vezes para amassá-lo bem e deixar com um som bem abafado, como se estivesse cantando em uma privada.


Pô bicho, sabe que que é? Se eu não deixo o celular ligado minha mulher briga comigo!
Gaste todos os seus créditos na hora do ensaio. Fale com sua mulher, namorada, etc (ou com seu marido, namorado, etc) a cada meia hora. Discuta a relação por telefone. Quando aquele seu tio ligar pra tirar sarro porque o seu time perdeu, enrole bastante - inclusive cobrando aquele churras que, há tempos, ele diz que vai fazer no seu aniversário. Pergunte sobre a família inteira. Discuta relatórios com seu colega de trabalho.

Master: Brigue quando alguém pedir pra você desligar ou quiser continuar tocando enquanto você fala


Pô, bicho, sabe que que é? Nem tô a fim de tocar hoje!


Ensaie com toda a má vontade do mundo. Toque olhando para o relógio. Fique de cara fechada e não olhe nos olhos de ninguém. Erre sempre no mesmo pedaço e não se preocupe em corrigir.

Master: Quando alguém perguntar se está tudo bem, diga que está tudo ótimo e só está tocando de má vontade mesmo.


Pô bicho, sabe que que é? Não rola uma pausa pro cigarro?


Pare, no mínimo, umas quatro vezes por hora pra fumar. Fume saboreando cada milímetro de nicotina, sem um pingo de pressa. Se possível, jogue a fumaça em si mesmo para voltar empesteado com o cheiro de cigarro.

Master: Tenha a falta de educação de fumar dentro do local de ensaio, de preferência ao lado do cantor.



Siga essas dicas com freqüência para aumentar o estresse de um músico profissional! Claro que, uma vez ou outra, um deslize a gente pode perdoar, desde que consigamos perceber que é uma eventualidade ou uma necessidade casual (como deixar o celular ligado um dia em que tenha uma emergência). Quando vira uma constante por pura má vontade, aí já não tem a menor condição. Rua!

6 comentários:

Kiliano disse...

"roubaram o som do meu carro e não deu pra eu sair".


kkkkkkkkkkkk xD Já falaram isso com vc né!???

dhushusdahuds! otima postagem! =] deus abençoe o sarcasmo!

Anselmo disse...

puts muito bomm rsrsrs
bjs
(detalhe para o seu madruga que ensina o Chaves a VIOLAR TOCÃO kkk rs)

Giovana Vincenzi disse...

Kiliano, acredite... não só falaram isso pra mim: foi na condição Master: o maldito fez a gente marcar ensaio num domingo à tarde, não apareceu, deixou os trouxas ligando e, no dia seguinte, outro trouxa ligou e ouviu exatamente: "Pô bichô, sabe que que é? Foi mal! Eu não pude sair por que roubaram o som do meu carro".

Alguém merece? Não, né?

Anselmo, muito obrigada! E Don Ramón rulez!!! :oD

Sandro disse...

Só um peqwueno comentário:

hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha

†.Ma.† disse...

Eis que estava "fuçando" pela internet quando vim,sem querer,parar no seu blog.E me apaixonei!Realmente parabéns!!!Blog muito divertido pra quem se interessa e "corre" atrás de música.

"Toque com pratos rachados, de modo que pareça ter uma casacavel em cada um. Quebre todos os pares de baquetas." -Ri demais,estava no ensaio da banda dum amigo e o baterista seguiu ao pé da letra mas como ele é "novão" acabou dando dó.

Eduardo disse...

Nó, meu deu taquicardia só de ler todas essas coisas...